Reposição, só para chatear e com comentários que explicam como os tolinhos são tão fáceis de enganar. Basta pegar-lhes nos preconceitos e vendê-los como se fossem sagrados.
-------------------------------------------------------

Tod Browning revisitado (29/04/2006)


O nosso gay de estimação





























no freak show Outonal

5 comentários:

@ disse...

já vi um post semelhante no blog da beluga...não percebo o nome freek show...essas pessoas existem.
e têm direito à moda.

zazie disse...

não conheço o tal blogue nem vinha ao caso. O nome vem da fonte em que o Galliano se inspirou: o filme dos monstros do Tod Browning. Foi a própria imprensa que assim lhe chamou.

É claro que quem conhece o Galliano sabe que ele não esteve a fazer moda para estas pessoas. Fez sim, uma brincadeira cinéfila e até politicamente incorrecta, como se pode notar pela tua reacção.

Tirou partido desses contrastes como personagens de "feira".

Quando usa os piratas do cinema também não está preocupado em fazer pronto-a-vestir para piratas.

O facto destas pessoas terem "direito" a moda está nos seus direitos e ainda mais nas suas posses.

Direito a usar Galliano também eu tenho. O que é capaz de me faltar é a carteira...

zazie disse...

o que eu não consigo perceber é o facto de se viver de palavras.

Os anões não deixam de ser anões por se dizer que são iguais a toda a gente. O mesmo se passa em relação a tudo.
A única diferença é que dantes eram usados para show em barracas de feira e hoje em dia fazem parte de filmes ou de passagens de modelo. Os que fazem e os que querem. Já ninguém vai ao circo ver "homens elefantes, por exemplo. O que não quer dizer que toda a gente gostasse de ser assim. É a vida...

Animal disse...

esse galiano além de gay é um bocado maricas, num é?

zazie disse...

Realmente...

Bastava ser só uma coisa, mas este acumula e ainda por cima é freak.
":O))))))

O sacana é o maior estilista de sempre.