Saudades para as fãs, em particular para uma tal de morggie e um cadeau para o nosso amigo poeta-hortelão. O raminho de ervas-gateiras dá bom chá calmante e é para quem mais precisar.
A zazie foi às gárgulas e manda beijinhos e eu ando esfalfadinho à custa desta espécie de musaranhas de jardim...
as danadas são todas muito british, muito british mas saltam que se fartam
...Byeeeeeee! estou a ver ali uma a espreitar...

2 comentários:

Manuel Resende disse...

Não lhe chamaria cadeau,chamaria (perdão pelas chamas nestes tempos...) alembrança. Agradeço a alembrança,recordando que também tenho dicionários, e os textos em diversas línguas do filósofo jardineiro.

A diferença entre um poeta hortelão e um filósofo jardineiro é que o primeiro será (será?) poeta e hortelão

e o
segundo
foi

filósofo e jardineiro.

Um mundo nos separa.

Quer o futuro dubitativo dum e o passado assente do outro, quer as completamente diferentes visões do mundo que implicam as referidas posturas. Embora o filósofo estivesse sempre implicitamente a destruir os colegas.

Anónimo disse...

até que enfim, Musaranho, notícias!!! já começava a ficar apreensiva...mas percebo que, entre os variadíssimos compromissos sociais da Zazie e as tuas aventuras amorosas, não tenham tido tempo para escrever.
Até breve e nada de excessos,agora que a viagem de regresso se aproxima! Estarei à tua espera, no aeroporto. E dali, lá iremos os dois (a zazie que apanhe um taxi para casa) rumo ao Paraíso!!!!!
morggie