E o musaranho que até tem turbante Galliano,e que tanto gostava de conhecer pessoalmente o perfil aquilino do joãozinho gonçalves- da direita anarquista que vota Sócrates






































e mailo nosso querido que se esmifra todo nestes eventos.

Só foi pena ninguém se ter lembrado de recordar o António Balbino Caldeira que muito deve à liberdade virtual, concedida pelo nosso PM.

Mas pronto, quando o inginheiro for corrido, prometemos grande festarola no Cocanha.

E também podem vir os conferencistas, de saca de batatas enfiada na cabeça.

.............
Acrescento: Olha só que ingratos- O
Blasfémias voltou a bloquear-nos, apenas por não nos termos esquecido de felicitar a presença do repórter "Jaquinzito-Vasco-Graça-Moura-blasfêmeo" no acontecimento.
..............
Acrescento- 29-7: Lindos meninos. Já resolveram o "problema técnico" e deixámos de estar bloqueados. O que torna tudo mais prático, pois evita a brincadeira de ter de se dizer o mesmo, em nome da melusine do yahoo

7 comentários:

António Balbino Caldeira disse...

Cara Zazie



Não fui convidado, não fui, não ia, não vi, nem li. Não sei.

De que lapso fala?

zazie disse...

Olá!

O lapso foi ironia- eles falaram de tanta coisa e ao inginheiro e não é que se esqueceram de o recordar...

Só pode ter sido lapso de memória, né?

zazie disse...

Mas vou pôr mais claro. Troco lapso por esquecimento.

António Balbino Caldeira disse...

OK. Já percebi.

Eu ficava mal naquele filme. Por isso, não fui convidado. Nem ia.

O objectivo era mostrar fair play e modernidade. Serviu.

zazie disse...

Fez muito bem.

Eu nem paga a peso de ouro.

Mas aqueles emplastros foram para lá fazer figurinhas de ursos e dar tempo de antena ao palerma.

A ver se algum se lembrou de o recordar, quando o inginheiro ainda teve o desplante de dizer que praticamente nem conhecia a blogosfera.

Mete-me nojo estas tretas.

Palavra. E ainda mais os que só vão por vaidade, falarem deles próprios, por se sentirem reizinhos iluminados por holofote-
uns palhaços.

Pedro disse...

Gostava de ter ido: - Zé, a Fernanda é boa f__a? E vinha-me embora, que aquilo é um bocado ordinário de mais até para mim.

zazie disse...

S'o agora 'e que li na Portadaloja. Pelos vistos aquilo ainda foi mais foleiro e vendido do que se podia pensar.

A mim nao me espanta. Onde entra Querido entra alterne.