Um simulacro televisivo

[recordado pelo Gioachino]


President "Bobby": Mr. Gardner, do you agree with Ben, or do you think that we can stimulate growth through temporary incentives?
[Long pause]
Chance the Gardener: As long as the roots are not severed, all is well. And all will be well in the garden.
President "Bobby": In the garden.
Chance the Gardener: Yes. In the garden, growth has it seasons. First comes spring and summer, but then we have fall and winter. And then we get spring and summer again.
President "Bobby": Spring and summer.
Chance the Gardener: Yes.
President "Bobby": Then fall and winter.
Chance the Gardener: Yes.
Benjamin Rand: I think what our insightful young friend is saying is that we welcome the inevitable seasons of nature, but we're upset by the seasons of our economy.
Chance the Gardener: Yes! There will be growth in the spring!
Benjamin Rand: Hmm!
Chance the Gardener: Hmm!
President "Bobby": Hm. Well, Mr. Gardner, I must admit that is one of the most refreshing and optimistic statements I've heard in a very, very long time.
[Benjamin Rand applauds]
President "Bobby": I admire your good, solid sense. That's precisely what we lack on Capitol Hill.

5 comentários:

RB disse...

zazie,

Cocanha?... enfim, sou um tipo curioso e interessado pelas coisas simples... o nome do teu blogue, cocanha; diz o diccionario que é um mastro seboso cujo topo é dificil de alcançar, mas que quem o alcance tem direito a prémios...

há outra explicação para este nome?

:)

RB

zazie disse...

Claro que há. A da utopia do país da Cocanha.

Acho que há para aí posts a contarem-no e até imagens do Sebastian Brandt e do Brueghel. Vê aqui

Tens aí um post (na lista do rodapé, que fala dele com os versos dos goliardos- sou o abade da Cocanha-)

zazie disse...

Os versos estão aqui Mas eu tenho para aí uma data de postais a falar no utopia da Cocanha.

Laoconte disse...

Este é um dos melhores filmes do Sellers,no entanto, é demasiado "pesado" para mim. prefiro antes o menos sofisticado Dr. Strangelove onde acaba num cenário apocalíptico acompanhado com a música de Vera Lynn.

zazie disse...

Ah, claro. Eu também. Esse é um kubrick delicioso.

Lembrei-me deste apenas por andar às voltas com os simulacros e o Birgolino ter falado nele.