Entradas do Google - exercício para o senhor professor -

Penca [Português/do Brasil]
1-
João Penca e seus Miquinhos Amestrados

[Português/Português]
2-
Já tem uma Penca de filhos e tudo...









Penca [Espanhol]-

3-LA PENCA – Mezcal [Penca is complemented by the presence of two Agave grubs (worms), rather than the traditional one.In the 19th Century, aristocrats had a special preference towards Mezcal, it was known among them as The Cognac of Mexico, because of its unique flavour and exquisite softness.]







Pif [Francês](il a un pif)

4-

Pif le Chien (Pif Gadget, dans les kiosques de notre beau pays. Le magazine mythique qui se vendait toute les semaines à des millions d’exemplaires dans les années 1970 renaît donc de ses cendres, avec un rythme mensuel)

5-

Le Pif Impérial, Alfred LE PETIT (1841-1909) [Supplément du journal La Charge n° 6, septembre 1870. Lithographie polychrome.BPU, Fonds Jules Perrier]"T’a encore l’temps d’ faire ton nez, mon bon homme, si tu crois r’venir a Paris, tu peux t’fuiller".

6-

Pif Paf Puf (Wieczór teatralno-cyrkowy wg "Szafy Oberiutów"Daniela Charmsa, Mikołaja Olejnikowa i Aleksandra Wwiedienskiego)








Long nosed [Inglês]
7-

Long nosed butterfly [Fish; Hawaiian name:Lau wili- nukunuku oi oi; Size: Grows up to 8 inches; Diet: small reef crustaceans and- invertebrates ] 8-
The Long Nosed Stranger at Strasburg' in Tristram Shandy, George Cruikshank, (London, 1832)[a stranger with a very large nose passes through the town of Strasburg and sets the townspeople on their ears. The people are aflame with curiosity about him and about his nose; all of his gestures are carefully noticed and commented upon. He mutters to his mule and refers to an unfortunate affair with "Julia."]

9-

Long nosed monkey [Proboscis monkeys have the longest noses of all primates. In elderly animals, it can reach 17.5cm (a quarter of the body length) Although its function is not known for sure, it is likely to be a visual signal used in mate choice. The male vocalises through the nose with a kee honk sound].





e nem um dos outros para amostra...
Confuso ?
aguardem os próximos episódios…


.............
Nota: não se indica bibliografia para não haver o azar de sair algum "excrável Finkelstein cuja obra é de leitura obrigatória para qualquer neo-nazi que se preze"...

13 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Zazie;
Não sei se tens presente o «VOO 714 PARA SIDNEY», das «Aventuras de Tintin», em que o nariz dum destes macacos é comparado ao do chefe dos bandidos, Rastapopolos.
E já agora, segundo o «DICCIONARIO DEL ARGOT ESPAÑOL», de Victor León, "penca" em calão, vale "perna". O que abre possibilidades interessantes...
Beijoca.

zazie disse...

Olá! viva! é verdade, ainda me lembro desse detalhe do Rastopolos ":O))

não sabia do significado do calão em espanhol.
Neste caso foi mesmo uma muito básica pesquisa no Google só para responder a uma historieta que por aí anda muito mal explicada.

´Foi uma gracinha de semiótica pascal

A propósito: uma boa Páscoa para ti que eu agora vou desligar estas coisas

zazie disse...

uma querela de "idealistas e nominalistas ou de como se pode fazer a sociologia dos hábitos sem factos".

Anónimo disse...

Falta a mais célebre de todas: a do Pinóquio.
Mefistófeles (www.tapornumporco.blogspot.com)

zazie disse...

pois falta, Mefisto mas a ideia também não era essa.

Foi mesmo literal: escrever a palavra penca em mais do que uma língua e ver o que o Google dá. E isto porque a ideia do Bombyx me pareceu errada. Não existe associação literal nem de troça ou sátira entra a palavra penca e pencudo e judeu. Não é a mesma coisa que dizer preto a um preto ou negro a um negro.

Se tu chamares pencudo a alguém essa pessoa não se reconhece imediatamente como judeu mas como pencudo.

Se já souberes que é judeu apenas lhe estás a acrescentar uma sátira que não é mais válida para ele do que para qualquer pencudo, incluindo o Rastatopoulos do Tintim

":O)))

já agora experimentem a escrever o tal tabu "judeu pencudo" no Google e vejam a quem têm de pagar autoria.
Autoria daquilo que eles dizem que é voz corrente e tradição de palavra racista

eehhee


bem, mas é melhor não experimentares que ainda te cai a Spanish Inquisiton da blogosfera em cima

Paulo Cunha Porto disse...

Olha, Zazie:
Em primeiro lugar, boa Páscoa, também e para os Teus. Agora, por pencas e judaísmos, se quiseres, espreita uma história verídica que deixei hoje na caixa de comentários do "post" de sugestão musical para a Quadra, em «HORIZONTE». O Blogue do FSantos está "linkado" nos meus. Beijoca.

Mário disse...

Cyrano est triste, tu l'as oublié :(

Penca também é um legume :)

zazie disse...

já me começo a sentir mal com este post...

Não incluí o Cyrano porque não vinha na entrada do Google. A penca planta por acaso vinha e estive para pôr.

Se tivesse tempo fazia outro sobre pencas. Este foi mesmo para responder ao link que me fizeram e para ser testado na prática.

Se colocasse outras coisas que não vinham na entrada estava a fazer batota

ehehehe
bjs

a ideia é levar o "senhor professor" a testar as suas teorias
";O)

anda para aí uma data de gente a debater a linguagem orwelliana e mais o politicamente correcto e embicaram com o "lobby dos pencudos". Que era um insulto aos judeus e mais não sei quantos. O Dragão foi ao dicionário e deixou as entradas para a palavra judeu. Dá para ver que são mil vezes mais insultuosas na tradição que a palavra pencudo.
E depois pencudos há muito: até peixinhos e plantas
":O)))

Mas isto dito assim perde todo o valor de ser escrito em "linguagem semiótica", pá. Tem de se escrever as coisas de forma complicada para parecerem muito verdadeiras e importantes
";O)

zazie disse...

e já nem vou para a aplicação da palavra "racista" no sentido de "racial" ou rácico" que era o qu ele queria dizer. Não quero parecer mais desmancha prazeres do que já sou

":O))

Mário disse...

You behave now girl !

;)

Bjs

Anónimo disse...

"O pensamento comunista assemelha-se a um cemitério: duas datas e meia dúzia de palavras definitivas" - Dra. Kity in "Campa Rasa", Revista "Espírito", nº32, 2006.

www.riapa.pt.to

Anónimo disse...

E, é claro, há o maior de todos:

"LE VICOMTE:
Personne ?
Attendez ! Je vais lui lancer un de ces traits !. . .
(Il s'avance vers Cyrano qui l'observe, et se campant devant lui d'un air fat):
Vous. . .vous avez un nez. . .heu. . .un nez. . .très grand.

CYRANO (gravement):
Très !

LE VICOMTE (riant):
Ha !

CYRANO (imperturbable):
C'est tout ?. . .

LE VICOMTE:
Mais. . .

CYRANO:
Ah ! non ! c'est un peu court, jeune homme !
On pouvait dire. . .Oh ! Dieu !. . .bien des choses en somme. . .
En variant le ton,—par exemple, tenez:
Agressif: "Moi, monsieur, si j'avais un tel nez
Il faudrait sur-le-champ que je me l'amputasse !"
Amical: "Mais il doit tremper dans votre tasse !
Pour boire, faites-vous fabriquer un hanap !"
Descriptif: "C'est un roc !. . .c'est un pic !. . .c'est un cap !
Que dis-je, c'est un cap ?. . .C'est une péninsule !"
Curieux: "De quoi sert cette oblongue capsule ?
D'écritoire, monsieur, ou de boîte à ciseaux ?"
Gracieux: "Aimez-vous à ce point les oiseaux
Que paternellement vous vous préoccupâtes
De tendre ce perchoir à leur petites pattes ?"
Truculent: "Ça, monsieur, lorsque vous pétunez,
La vapeur du tabac vous sort-elle du nez
Sans qu'un voisin ne crie au feu de cheminée ?"
Prévenant: "Gardez-vous, votre tête entraînée
Par ce poids, de tomber en avant sur le sol !"
Tendre: "Faites-lui faire un petit parasol
De peur que sa couleur au soleil ne se fane !"
Pédant: "L'animal seul, monsieur, qu'Aristophane
Appelle Hippocampelephantocamélos
Dut avoir sous le front tant de chair sur tant d'os !"
Cavalier: 'Quoi, l'ami, ce croc est à la mode ?
Pour pendre son chapeau, c'est vraiment très commode !'
Emphatique: "Aucun vent ne peut, nez magistral,
T'enrhumer tout entier, excepté le mistral !"
Dramatique: "C'est la Mer Rouge quand il saigne !"
Admiratif: "Pour un parfumeur, quelle enseigne !"
Lyrique: "Est-ce une conque, êtes-vous un triton ?"
Naïf: "Ce monument, quand le visite-t-on ?"
Respectueux: "Souffrez, monsieur, qu'on vous salue,
C'est là ce qui s'appelle avoir pignon sur rue !"
Campagnard: "Hé, ardé ! C'est-y un nez ? Nanain !
C'est queuqu'navet géant ou ben queuqu'melon nain !"
Militaire: "Pointez contre cavalerie !"
Pratique: "Voulez-vous le mettre en loterie ?
Assurément, monsieur, ce sera le gros lot !"
Enfin, parodiant Pyrame en un sanglot:
"Le voilà donc ce nez qui des traits de son maître
A détruit l'harmonie ! Il en rougit, le traître !"
—Voilà ce qu'à peu près, mon cher, vous m'auriez dit
Si vous aviez un peu de lettres et d'esprit:
Mais d'esprit, ô le plus lamentable des êtres,
Vous n'en eûtes jamais un atome, et de lettres
Vous n'avez que les trois qui forment le mot: sot !
Eussiez-vous eu, d'ailleurs, l'invention qu'il faut
Pour pouvoir là, devant ces nobles galeries,
Me servir toutes ces folles plaisanteries,
Que vous n'en eussiez pas articulé le quart
De la moitié du commencement d'une, car
Je me les sers moi-même, avec assez de verve,
Mais je ne permets pas qu'un autre me les serve."
(Edmond Rostand)

Saudações.
Antónimo

zazie disse...

Tu já viste bem esta praga do politicamente correcto que até o futebol ataca? Qualquer dia nem conta se o tipo sabe chutar, o que importa é se não fuma e a quantos associações anti-fobias pertence. E se é de esquerda ou de direita.

Esta facciosismo faz-me lembrar assim uma espécie de general Alcazar, todo medalhado no peito e cada medalha é uma sinalética de luzinhas e buzinas de toda a tralha da moda. Sempre que há um acontecimento os tipos não são capazes de pensar porque aqueles crachás todos que coleccionam desatam a apitar e acender e eles ficam baralhadinhos de todo. É pá, é o Marco que fascista e mais o Zidane que é preto mais ainda assim também pode ser racista e o Le Pen que aparece ao barulho e mais o fair Play que também é muito importante...
Está tudo doido, meu. Tudinho

beijocas
...........

o Cyrano foi bem metido