O Cocanha passou a usar a ferramenta que o blogger disponibiliza para moderar os comentários por algum tempo.
fortuna non mutat genus
A razão é simples e era previsível. Atrás da brilhante crónica do deputado Pacheco Pereira, aparece agora tudo o que é escumalha, aproveitando a leva, para deixar insultos baixos, devassas pessoais e outras tricas de galináceos.
Como o facto da responsabilidade do que se escreve não está no nick ou nome que se apresenta, mas na verticalidade ética ou falta dela e por uma mera questão de higiene, o sistema de filtro foi accionado.
Quem ficar descontente por deste modo não puder continuar a defender o JPP, dando exemplo da sua grosseria mediática, pode sempre enviar-lhe um mail, denunciando esta situação. Por certo que serão atendidos com todo o carinho.

Eu e o musaranho-coxo estamos à disposição para qualquer esclarecimento, incluindo na Assembleia, se o "Grande Educador Virtual” e restante corte o solicitar.

Aos estimados leitores habituais pede-se compreensão por alguma demora na publicação dos seus comentários.

Viva o filtro do blogger que funciona à borla e não anda a votos!


[Fortuna non mutat genus, Emblemata Horatiana, Imaginibus In Aes Incisis Atque Latino, Germanico, Gallico Et Belgico Carmine Illustrata (1684)]



zazie e musaranho coxo

19 comentários:

Antónimo disse...

Pois, acabei de pereceber: fica alguma desilusão por não se aguentarem à bronca. Qual era a pior coisa ("cenário", em varejês) que vos podia acontecer? Ficarem com 200 comentários? Na próxima edição do Destak eram vocês a fonte citada... Blog de referência. Reverência.

maloud disse...

Há pouco passei por aqui, ri-me até às lágrimas com um post, que entretanto sumiu, e recolhi os doutos comentários. Estes eram de tal ordem profundos, que me retirei para meditar. Vinha agora, depois da meditação, oferecer-me para ser sacrificada no altar dos zeladores do decoro da opinião publicada. Regressarei mais tarde para a cerimónia. O que eu não faço pela higiene mental da blogosfera!

MP-S disse...

So' agora me lembrei: e o JM? O que e' que o JPP tem a dizer do JM que passava dias inteiros (e noites, ate' de madrugada) no bate-boca com todo o personagem que aparecia por la' na barraquinha dele a atirar com os "ovos e os tomates" da praxe? Agora que me lembrei, morro de curiosidade... :O))

Antónimo disse...

Á! Lembrei-me do Cavaleiro Negro: como ele, as varejeiras vencerão sempre - nem que seja, tetraplégicas de estupidez, à dentada. Pelo menos, nas suas gargantuescas gargantas (que é como quem diz "da boca para fora").
Acrescento que censura não é isto (pelos piropos que já aqui vi, imagino o nível do lixo nas respectivas casas da Zazie e do Musaranho): será, quando muito, pudor. Censura é o que há no "Bruto", do Pereira, e na "Rua da Lobotomia", do Guerreiro.

dragão disse...

Viva o filtro!...

Por outro lado, ó Zazie, isto também significa que os "blogues de referência" estão a perder qualidades magnetoclismicas: costumavam atrair, concentrar e reter todo esta porcaria que agora, pelos vistos, se dispersa e anda à deriva. Verdadeiras descargas de suinicultura, Deus nos acuda.

zazie disse...

É, Dragão, já escorre e a céu a aberto. Isto agora só de arame farpado e caçadeira na mão e para sair é de pulo apenas a local seguro e decente.

MP-S,

Do modo como isto ficou até tenho saudades das conversas com o JM. A teoria pode não agradar mas nunca entrou em ataques pessoais. Ataques pessoais é eufemismo, o que por aqui andou foram porteiras barbadas
";O)

tanto faz disse...

Para a zazie apagar:

"A malta da caixa

José Pacheco Pereira disse, no seu artigo no Público, o que qualquer pessoa saudável e decente pensa a respeito de um certo tipo de comentadores anónimos, frequentadores assíduos de caixas de comentários alheias, cuja função na blogosfera consiste em insultar e difamar o próximo. Fez muitíssimo bem e no local mais que apropriado. Agora anda tudo muito aborrecido por o seu nickname ter sido mencionado no jornal. Ora vamos lá a ver se percebo: o chiquinho34 está chateado porque o nick de que tanto se orgulha é citado no jornal, como fazendo parte de um grupo de débeis mentais. Repitam comigo: o chiquinho34 está chateado. Coitadinho do chiquinho34, que é conhecido pela família e pelos amigos que o consolam com palavras como: "Ó chiquinho34, o gajo não sabe que tu és muita porreiro, pá! E és tão boa pessoa. Toda a gente sabe disso, meu." No trabalho, é apoiado com pancadinhas nas costas: "Ó chiquinho34, não há direito o gajo ir falar de ti para o jornal. Então, mas fala-se assim das pessoas? Não se pode falar assim das pessoas, nem chamar nomes! Quem é que esse gajo pensa que é? Deixa, ouve, ele não sabe que tu és boa pessoa, pá." Assim estamos, com dois pesos e duas medidas. Parece que não se pode falar mal da malta da caixa. E, ainda por cima, ser pago por isso. Bravo, JPP!"

roubado em www.bomba-inteligente.blogspot.com

zazie disse...

Muito obrigada pela atenção.

É um bom texto. Nota-se a formação em filologia românica ou serão estudos clássicos?

Quando for publicado na revista Atlântico não se esqueça de me avisar.

maloud disse...

Ó Zazie, poupe-me. Já me basta o outro. Eu sou de Filologia Românica. Eu sei que está posta em sossego há trinta anos, mas mesmo assim...

zazie disse...

então vai ver que assim ainda é melhor. Passa a ser uma filo-troll-românica.

Mas não me diga que não gostou do personagem do texto. Todo ele é Homero ou quiçá o salsicheiro de Aristófanes.

maloud disse...

O que mais gostei foi da filo-troll-românica. Quando precisar de novo nick, nunca se sabe, adopto.

O Chiquinho34, bem trabalhadinho, dá personagem de romance e o autor arrisca-se a receber o Nobel. Já vimos pior.

e-konoklasta disse...

Muito bem Zazie,

Depois estes...chiquinhos, foram invadir-me a caixa. Também tive que fechar a duplo cadeado. Ainda lhes disse deviam ser os anónimos protegidos do JPP transformados em brigadas móveis.

zazie disse...

Pois é, ekonoklasta, o ser humano também pode ser muito mesquinho.
Estes mongos agora julgam-se escudados pela alta autoridade do Zé pereira e aproveitam a ocasião para fazerem devassas. Eu estou-me absolutamente nas tintas para quem é quem.
Mais, até já me irritei com algumas pessoas quando me vêm com aquele tipo de perguntas: “mas quem é ele”?
Não sei o que significa essa pergunta num meio onde existem milhões de pessoas à escala mundial.
E não sei que interesse pode ter, para além de se desejar sinceramente conhecer alguém, por empatia pessoal.
Nesses casos as pessoas possuem as formas de comunicação que sempre existiram: mails e nºs e de telefone.
Agora virem-me para aqui atirar com questões pessoais, sacadas à má fila, pelo mero prazer sórdido da devassa, nem pó!
Desses o que sempre mais quero é distância. E está-me a dar vontade de rir escrever isto porque até estou a ter um déjà vu.

No entanto, isto é secundário e serve apenas para ilustrar a anti-pedagogia do Grande Educador. O tal que prescreveu os ataques ad hominem, mas pelos vistos defende os ataques ad nickem (como disse o atento e com muita piada).

Importa mais salientar a espontaneidade solidária de tantos bloggers, que não só prezam a liberdade, como sabem distanciar-se de um comportamento que só denota baixeza. E esses não olharam sequer a oposições de ideias, nem mesmo debates nada mansos que noutras ocasiões também foram travados.
É sempre assim: nestas alturas separa-se sempre o trigo do joio. E é claro que os zés pereiras ficam a bater o bonzo entre eles.

(vale a pena ler o post que o José colocou na GL sobre este tema da liberdade e contraditório de poderes no meio virtual).

Antónimo disse...

Cara Zazie,

tenha Você a bondade de me esclarecer: quem é o "José" e o que é a "GL". Numa busca, fui parar a uma "Glória Fácil", mas não encontrei nenhum "José".

Muito obrigado.

Antónimo

zazie disse...

Viva Antónimo,

por favor não confunda, que Glórias dessas nunca indicaria.

Referia-me à Grande Loja do Queijo Limiano: http://grandelojadoqueijolimiano.blogspot.com/

bjs

Anónimo disse...

Ambos são obnóxios e o blog é super pretensioso.

zazie disse...

Não penso nada disso nem creio que tenha a mais pequena comparação.
A GL é um bom blogue independente e informativo. Tudo o que o José escreve é informação seria, honesta e em muitos casos verdadeiro serviço público.
Mas isto é com cada um e a mim ninguém me passou procuração.

Como me perguntaram desfiz a confusão e emiti a minha opinião. Mais nada.
Não sou educadora do povo e até passei a uma fase diferente no uso da blogosfera- “the less is more”

Antónimo disse...

Muito obrigado pelo esclarecimento, cara Zazie.

Depois da pergunta (que me fará chegar ao Limiano por informação sua), nunca me iria envolver na polémica opinativa, mas, de qualquer modo, não conheço e, portanto, pura e simplesmente não sei. Vou passar lá agora. Se a coisa for muito irritante, ou muito boa, não resistirei a voltar aqui, noutra ocasião, para o dizer de alguma maneira oblíqua.

Espero que não vá ter de manter a "moderação de comentários" por mais umas semanas por causa da minha inocente pergunta.

Muito obrigado pela informação.

zazie disse...

ahahaha

claro que não! a moderação dos comentários mantem-se, apenas porque não posso estar de guarda ao estaminé.
E o motivo nem é propriamente os insultos, ainda que alguns deles possam dar mau aspecto.

O principal motivo deve-se ao facto de terem batido fundo naquilo que eu considero verdadeiramente obsceno:
sacar à má-fila e em 2ª ou 3ª mão, informações pessoais.

Como essas pessoas podem ter todos os nomes e apelidos e serem muito suceptíveis em debates, mas tomam por elegância o que é verdadeiramente porco, já estavam a aproveitar para depositarem aqui essas bisbilhotices de porteiras.
Escondidas- neste caso é mesmo escondidas, por um nick inventado ou pelo mero Anonymous.
Os tais nicks que publicamente consideram indignos mas que os usam para foleirices que nenhum dos visados no Público alguma vez seria capaz de fazer.