"múltiplos aspectos do nosso saber e da nossa cultura milenar (refere-se essencialmente à cultura do Ocidente) estão a ser postos em causa pela potenciação que as novas tecnologias associadas à rede estão a dar à ignorância presumida de saber, ao "amador" que pensa que pode competir com o profissional (seja jornalista, seja crítico literário, seja cientista, seja especialista de qualquer área do saber), apenas porque pode livremente e sem edição colocar num blogue o que lhe vem à cabeça; pela erosão do direito de autor pela pirataria generalizada na rede, com o consequente desinvestimento em produtos culturais caros."

José Pacheco Pereira, Público (de hoje)



Lamentamos informar os amadores, mas nós aqui, no Cocanha, só competimos com profissionais, devidamente credenciados.

..............................
Acrescento (9/9)
Para perceber a "história" leia-se
estes postais do José, na GL.

zazie e musaranho coxo

4 comentários:

tolilo disse...

E eu tento ver
(os amadores e os não amadores).

Chuac!_

Flávio disse...

Doravante, só blogues culturalmente certificados.

zazie disse...

E com coluna semanal em jornal de referência.

Carlos a.a. disse...

Se um caramelo qualquer (como nós) dissesse o mesmo num blogue seria ridicularizado até à medula do seu ser, mas como se trata de um licenciado em História que é Professor de uma Universidade do Estado embora aliviado de carga lectiva, que há longos anos investe, com sucesso, diga-se, na mediatização da sua pessoa, tudo parece normal.
No entanto, tenho para mim que tamanha arrogância e apego ao institucional, mesmo vindo de quem vem, poderá mais não significar que uma atitude de quem sente que já será ouvido nem as suas opiniões tidas em conta como outrora.
Mas quem sou eu se não mais um blogueiro...