Ó meu caro João Miranda, em matéria de iniciativa privada e escola alternativa dão-nos eles um grande bigode. Quanto à cobrança de impostos locais até é muito personalizada e com excelente rentabilização dos percursos habituais do consumidor.
Melhor seria seguir o exemplo do passado e pô-los a construir pirâmides. Não iam faltar candidatos – à tarefa e à homenagem simbólica.
Só em Lisboa e arredores tínhamos matéria para fazer concorrência turística ao Vale dos Reis. As pirâmides da Cova da Moura e da Pedreira dos Húngaros consagrando aos dotes de iniciativa privada e dons de ubiquidade dos nossos políticos. Em escala mais feminina as das Marianinhas, evocariam as nossas Hatshepsuts, de saquinho azul e barbas na mão tal como o estado de graça em que a obra foi feita. Na Assembleia da República uma magnífica cobertura de meter inveja ao Louvre comemoraria o carácter conceptual e a espiritualidade de uma carreira. Do Minho aos Açores não faltaria temática para tão nobre causa.
Claro está que uma acção destas, para ser rentabilizada de parte a parte, não podia ficar à espera que os candidatos se finassem. Empiramizavam-se em vida- não se só não se notava a diferença como todos lucrávamos com isso.

12 comentários:

cbs disse...

Vendo a facilidade com que o João Miranda diagnostica, e receita remédios sociais, penso que será um jovem, ainda optimista.

Mas minha cara Zazie, por este andar, quem nos vai pôr a fazer pirâmides são eles, da Cova Mourisca.

Custa-me, é que nada há para inventar.
Tudo, mas tudo, já passou noutras paragens.
Era só ver, era só emendar.

Mas não, temos de ir de espanto em espanto, sempre a inventar.
:(

jcd disse...

Eu até gostava de comentar isto, até porque comprei ontem mesmo o filme de onde esta imagem foi retirada.

Acontece que o meu 'portátel' da moda só tem ecran de 13 polegadas e os meus olhos já não são como antigamente...

E que tal uma fonte maiorzinha?

jcd

zazie disse...

viva, sô Machamba, é?

pois eu sou uma envergonhadinha e achei que esta treta não tinha conidções para maior visibilidade ehehe

Mas é verdade. Ninguém inventou nada. O problema tem milénios e há uma tese que sustenta que os egípicos o resolveram pondo-os a construir pirâmides no tempo livre ";O))

zazie disse...

ups! era o sô jaquinzinho. Eu confundo os jotas todos. O jcd é o das belas fotos e da bela terra e de outras coisas também que vejo mais enovodadas. Mas pronto, seja bem-vindo ";O)

zazie disse...

conidções? pÔôÔ...

":O.

cbs disse...

Ah Zazie!...
ele é o Jcd (jaquinzinhos), o Jpt (machamba) e há ainda, com todo o respeito o Jpn (respirar) e o Jrd (pipe).

Diria todos parecidos, todos MUITO diferentes.
Por isso atenção às confusões :))

cbs disse...

Ah mas faltava ainda o Jpp
:)

Ahab disse...

Eu sou um gajo um bocado liberal (e até respeito o joão miranda) mas lago me diz que estas soluçõe "pret-a-porter" não nos iam levar muito longe...

Não levaram muito longe paises que se debatem com este tipo de problemas há 20, 30 ou 40 anos... É que a exclusão das minorias nem é um problema exclusivamente português nem é um problema recente. É recente em Portugal. Mas curiosamente, nos paises desenvolvidos começou numa época em que os "Rouseaunianos" ainda não tinham tomado conta das escolas e em que os post-modernismos ainda não estavam na moda.

PS. a foto é brilhante! Só para profundos conhecedores. E a ironia é certeira. De facto, João Miranda, o Messias acabou de acordar e as massas ouvem a sua Palavra com avidez...

Ahab disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ahab disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ahab disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ahab disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.